Blog da Ju

Minha experiência profissional me mostrou que para fotografar precisamos dar ouvidos a todos os nossos sentidos.

As melhores imagens são capturadas quando o fotógrafo se torna apenas o instrumento. O melhor fotógrafo é o fotógrafo invisível e a melhor câmera é a que não é perceptível a quem é retratado. Embora estática, só a fotografia nos permite revelar o que vai pela alma a partir de uma expressão, de um brilho nos olhos, da luz, das nuances, das cores e das sombras. Ao fotografar prefiro a luz natural, a espontaneidade, a escolha criteriosa do cenário. Tenho uma preferência especial em fotografar crianças, famílias e casais. Com a fotografia consigo registar as histórias e a vida através de imagens.

Quanto tempo dura o eterno?

Alice: Quanto tempo dura o eterno? Coelho: Às vezes apenas um segundo. Este célebre diálogo entre o coelho e a menina que eternizou o conto “ Alice no País das Maravilhas” traz a este ensaio o real sentido da fotografia. São nos milésimos de segundos que duram um click que ficam eternizados momentos extremamente importantes de nossas vidas. Mas, o que a já consagrada obra de Charles Lutwidge Dodgson (Lewis Carroll) tem a ver com este maravilhoso trabalho? Simplesmente tudo. Por que a ludicidade desperta o melhor do ser humano; por que contar histórias recria um mundo novo; renova em nossas almas a esperança de uma vida melhor e torna mais leve, a realidade nua e crua do dia a dia. O contato com este mundo mágico é de vital importância para o desenvolvimento emocional da criança. Foi essa conexão mental que buscamos desenvolver com nossa Alice, durante o ensaio. De forma natural, contamos histórias, estimulamos a linguagem, as expressões corporais, ampliamos as sensações e nos deixamos levar por uma experiência mágica. A imaginação e a emoção tomaram conta, impingindo em cada imagem o jeito único e sensível do sonhar de uma criança. Ao final, percebemos, que pelo menos, para a nossa Alice, um segundo se tornou para sempre eterno! Confira Alice no País das Maravilhas por Ju Comparin.